O que você tem que saber antes de se submeter a um procedimento estético

 

A mídia tem nos trazido muitos casos de procedimentos estéticos que deram errado e culminaram na morte da paciente. Uma cirurgia plástica é um procedimento cirúrgico e precisa de cuidados específicos. Portanto é imprescindível  escolher com muita atenção não só o local em que o procedimento será realizado, mas também o cirurgião plástico que fará o procedimento.

 

Seja qual foi o procedimento cirúrgico o paciente deve tomar uns cuidados para evitar e diminuir riscos durante a cirurgia de algo dar errado.

 

Primeiramente verificar se o médico escolhido ou indicado por algum conhecido tem o registro no Conselho Regional de Medicina( CRM), Registro de Qualificação de Especialização(RQE) e ainda se faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Ter somente diplomas de cursos de  estética não é o suficiente para garantir a segurança do paciente.

 

Segundo - Busque referências com outras pacientes que realizaram procedimento com ele e pesquise se há alguma ocorrência no Conselho Regional de Medicina do seu estado para se certificar que se trata de um profissional habilitado. Não confie somente na divulgação nas redes sociais feita pelo médico ou se ele tem muitos seguidores. Veja o que ele posta, se tem postura profissional e segue a ética do Conselho Federal de Medicina que proíbe divulgação do antes e do depois de procedimentos cirúrgicos. Se ele passar por esse crivo, procure saber  se ele é acessível e passe por uma consulta, faça perguntas, o médico tem que lhe passar confiança e tranqüilidade. Se exige exames pré-operatórios, o conhecido risco cirúrgico. Não faça uma cirurgia se ficou alguma dúvida não esclarecida pelo profissional.

 

Terceiro: Veja os locais que ele realiza a cirurgia se tem estrutura, um bom centro cirúrgico, UTI ou suporte se caso necessário. Hoje para diminuir o risco de algo dar errado em uma cirurgia, os cirurgiões plásticos operam em hospitais ou  em clínicas que tenham suporte para uma emergência.  Médicos que realizam cirurgias em consultórios, em sua casa, apartamento ou quarto de hotel, qualquer ambiente que não seja hospitalar não é um profissional habilitado.

 

Quarto: Passar pela consulta com o anestesista que acompanhará a cirurgia. É importante ser absolutamente sincero contando todos os medicamentos e suplementos ou qualquer substancia que esteja fazendo uso para que o médico avalie os riscos da aplicação da anestesia e se estará apto a realizar a cirurgia neste momento.

 

Com os  cuidados  necessários os riscos são menores e o resultado obtido, sem dúvida será mais rápido e o desejado.

  

Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplastic. CRM 4385 e RQE 1266. Email:drbeneplastica@gmail.com