Bruno Gagliasso é processado por ex-empregado e falta audiência

ISABELLA CAVALCANTE | 20/09/2019 09:06:20

O ex-funcionário da Brave busca direitos trabalhistas

DIVULGAÇÃO/TV GLOBO

Bruno Gagliasso está sendo processado junto com dois sócios da empresa Brave, que tem o ator como um dos chefes, por um ex-funcionário. Segundo Fabia Oliveira, Ricardo Pedrosa Cruado atuava na startup como pessoa jurídica desde julho de 2015.

Em fevereiro de 2018, o então desenvolvedor da companhia se demitiu e decidiu iniciar o processo na Justiça. O ex-empregado quer direitos trabalhistas que deveria ter recebido na época em que contribuiu com a Brave, como reconhecimento do vínculo empregatício e pagamento das verbas rescisórias – quantia que recebido se ele fosse contratado pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Uma audiência conciliadora foi marcada para o dia 12 de setembro, mas Gagliasso não teria comparecido. Um representante da empresa dele foi e a reunião acabou sem nenhum acordo.

Jornalista:  ISABELLA CAVALCANTE

Fonte: Metrópoles