ARTES NA TELA

Começa nesta segunda-feira a ''XVII Maual'' na UFMT

Redação 24 Horas News / | 15/10/2018 15:34:53

Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (Maual), é realizada pelo Cineclube Coxiponés

Arealização audiovisual universitária e independente em formato de curta duração é destaque na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), com a realização da décima-sétima edição da Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (Maual), realizada pelo Cineclube Coxiponés.

A programação abrange mais de 60 curtas oriundos de diferentes estados brasileiros, além de um filme argentino e outro chileno. 15 dos 61 curtas exibidos na mostra competitiva são produções mato-grossenses. A abertura da Maual acontece nessa segunda-feira (15), às 19h30, no Auditório do

Centro Cultural da UFMT, com a performance “VOS”, do Grupo Comadança. Entrada e pipoca são gratuitas, com classificação indicativa de 16 anos.

Os curtas exibidos na Mostra Competitiva concorrem à premiação pelo júri oficial e popular. Integram o júri oficial da Maual o realizador e técnico audiovisual do Câmpus do Araguaia da UFMT, Cristiano Costa, a estudante do curso de Cinema & Audiovisual da UFMT, Larissa Canavarros, os realizadores e pesquisadores de cinema Leonardo Esteves e Maria Thereza Azevedo, além da realizadora audiovisual Valéria del Cueto.

Entre terça-feira (16) e sexta-feira (19), as exibições acontecem em duas sessões: às 17h e 19h30. Entre uma sessão e outra, acontecerão apresentações artístico-culturais: Slam do Capim Xeroso, performances do Grupo Atro, do projeto Cena Livre de Teatro, do Coletivo Artístico Gay de

Mato Grosso e dos artistas Azuila, Caio Ribeiro, Edilaine Duarte e Corai Fiorini. No sábado, último dia da Mostra, onde serão conhecidos os vencedores da MAUAL, a sessão acontece apenas às 19h e será precedida do pocket show de Laura Paschoalick.

Além da projeção de curtas e das apresentações artístico-culturais, a MAUAL manterá a tradição das conversas sobre os curtas exibidos. Os debates acontecerão sempre no dia seguinte às exibições, às 10h30, na Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. No sábado, a conversa sobre os filmes exibidos na noite de sexta acontecerá às 17h.

Outra atividade esperada da Mostra são as oficinas audiovisuais, que já tiveram início da semana de 09 de outubro, com Valéria del Cueto, que compartilhou com os participantes da oficina conhecimentos sobre acervos audiovisuais digitais e realização independente. De 17 a 19 de outubro, pela manhã, acontecerá a Oficina de Crítica Cinematográfica, com Aline Wendpap. Entre 18 e 19, no período da tarde, o destaque é a Oficina de Introdução à Trilha Sonora para Cinema, com Sérgio Chiavazzoli, músico de Oswaldo Montenegro e Gilberto Gil.

Para participar das oficinas é necessário fazer a inscrição através da página do Cineclube no Facebook. facebook /coxipones.

Outro destaque da programação é a Reunião de Ações Cineclubistas Universitárias e Independentes, acontecerá entre terça e quarta-feira na Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. A reunião promoverá o encontro e o compartilhamento de experiências de pessoas que desenvolvem ações cineclubistas de perfis heterogêneos (envolvendo atividades de difusão, debate, crítica, pesquisa e realização audiovisual) em diferentes locais de Mato Grosso. O objetivo é intercambiar ideias e integrar ações em torno de um circuito cineclubista universitário e independente. 

Para a seleção dos filmes exibidos na mostra competitiva da Mostra, a Comissão Organizadora da Mostra convidou uma Comissão de Seleção formada pela pesquisadora e curadora de atividades cineclubistas Ana Maria Souza, pelos professores do Curso de Radialismo e Cinema & Audiovisual da UFMT, Letícia Capanema e Moacir Francisco de Sant’Ana Barros, pela estudante do Curso de Cinema & Audiovisual da UFMT, Gabriela Ritterbusch e pelo produtor cultural do Museu de Arte e Cultura Popular da UFMT Leonardo Alexandre Santiago. Foram selecionados filmes nas modalidades universitária e independente, sendo que cada modalidade subdivide-se em três categorias: documentário, experimental e ficção. 

Além dos curtas argentino e chileno, entre os selecionados do Brasil há 25 filmes oriundos da região Sudeste, 19 da região Centro-Oeste, oito da região Nordeste, seis da região Sul e um da região Norte. Para a mostra competitiva foram selecionados 31 curtas na modalidade Universitária (sendo 10 documentários, cinco experimentais e 16 ficções) e 30 curtas na modalidade Independente (sendo seis documentários, sete experimentais e 17 ficções). Para outras informações sobre a programação, acesse o site da Maual, as páginas do Cineclube Coxiponés no Facebook, no Instagram e pelo telefone (65) 3615-8349.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News