RECEBENDO OS PEDIDOS

Crianças do Cras Getúlio Vargas entregaram pessoalmente as cartinhas para o Papai Noel

Jornalista Jonas Jozino | 05/11/2019 06:55:28

A entrega foi feita durante o lançamento oficial da Campanha Papai Noel dos Correios

 


As crianças assistidas pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) tiveram a oportunidade de entregar pessoalmente as cartinhas escritas e endereçadas ao bom velhinho. O fato aconteceu durante o lançamento oficial da Campanha Papai Noel dos Correios, na manhã desta segunda-feira (04), na unidade Getúlio Vargas, em Cuiabá.

O pequeno Carlos Eduardo, de 4 anos, não conseguia disfarçar tamanha satisfação de ter abraçado o Papai Noel e entregar o seu pedido. Ele contou que o presente que ele escolheu era bem grande e bonito. “Eu pedi pro Papai Noel um caminhão bem grande. È o meu sonho, quero muito ganhar”, disse.

De acordo com a coordenadora do Cras Getúlio Vargas, Carla Costa Braga, no ano passado, mais de 300 presentes foram distribuídos para as crianças por meio dessa ação de solidariedade dos Correios.

“Há três anos que o Cras participa da campanha. Quando se aproxima o mês de agosto, as crianças já começam a perguntar quando irão escrever as cartinhas do Natal. Essa é uma das unidades da Prefeitura ligada a Assistência Social que abrange o maior número de bairros carentes da Capital. E mais uma vez, as nossas crianças demonstraram que sabem o que é preciso para se ter um mundo melhor. Na maior parte das cartinhas, os pedidos foram de kits escolares, pois elas dizem que precisam de material para conseguirem aprender um pouco mais”, declarou a coordenadora.

Na oportunidade o superintendente dos Correios, Nilton Nascimento, ressaltou que muito mais que a entrega de presentes para crianças carentes do município, a campanha que esse ano completa 30 anos de criação trabalha no intuito de incentivar a escrita e a leitura dessa criançada. “A magia do Natal começa com a produção das cartinhas. Cada criança, no seu modo de ser faz o seu pedido. É muito gratificante ver o brilho estampado nos olhos de cada uma delas. E graças a ajuda dos padrinhos já entregamos milhares de presentes, realizando sonhos nessas três décadas de história”, destacou.

E por falar em sonho, a pequena Rose, de 8 anos, também entregou a sua carta escrita com todo carinho. “Pedi coisas simples ao Papai Noel, mas os meus pais não tem condições de me dar. Estou muito ansiosa para receber o meu kit para estudar e aproveitar mais um ano escolar”, contou a pequena com os olhos brilhantes de emoção.

Quando falamos em Natal, a primeira figura a ser lembrada é do Papai Noel que fez questão de deixar uma mensagem para população para o apadrinhamento de uma cartinha. “Com isso, mais e mais crianças terão um Natal ainda mais feliz. Contamos com a ajuda de todos. Hohoho”.