CONSCIÊNCIA NEGRA

Museu do Rio recebe festival de celebração ao Dia da Consciência Negra

Jornalista Jonas Jozino | 19/11/2019 08:18:24

O evento acontece nesta quarta (20), com entrada gratuita e é realizado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo.

 

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, o Museu do Rio recebe nesta quarta-feira (20) o Festival Kwanzaa. O evento, marcado para começar às 19h, tem em sua programação apresentação musical do grupo Cangoma e samba com Bia Boréu, o siriri do grupo Flor do Campo, o cururu do Tradição Cuiabana do Coxipó, a dança afro da Cia Ayoluwa, a apresentação teatral do Grupo Cênicos com a peça “Julieta e Romeu", além de exposição de roupas e acessórios de Diela Tamba e penteados afros com Ana Fashion. O evento é gratuito e é realizado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo.

Do swahili, língua banto com maior número de falantes no continente africano, “Matunda ya Kwanza” é a celebração dos “Primeiros Frutos”, que se refere a memória africana da colheita, ritual de grande importância ancestral na construção identitária dos povos africanos. Assim, Kwanzaa nasce recriando o vínculo entre afrodescendentes e suas raízes.

“É uma ação de valorização da cultura afrobrasileira dentro de Cuiabá, para fortalecer o combate à desigualdade racial. É, sem dúvidas, um instrumento a mais para expressarmos os ideais da gestão humanizada, que é a promoção da igualdade social”, comenta o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo.

O festival já está em seu terceiro ano de bons frutos em Cuiabá, e sobre isso o secretário-adjunto de Cultura, Justino Astrevo, declara que sua realização tem por objetivo a promoção de ações culturais de identidade africana como política pública, evidenciando as contribuições e conquistas do povo afro-brasileiro na construção de Cuiabá em suas tantas esferas como sociedade.

“É importante marcar a data para que o movimento se solidifique, cresça e ganhe cada vez mais espaço em Cuiabá. Porque a celebração do Dia da Consciência Negra é na verdade todo um mês de eventos que se inicia na Lavagem das Escadarias, que promove a tolerância religiosa e que este ano, vai culminar com um evento no MISC. Para a Secretaria de Cultura é importante que haja esta inclusão das manifestações da cultura afro nos eventos do Município e é para isso que trabalhamos”, conclui o secretário-adjunto.