CULTURA CIDADÃ

Orquestra da UFMT realiza concerto pelo Outubro Rosa

Redação 24 Horas News / | 15/10/2018 20:50:24

O espetáculo será realizado no Teatro Universitário a partir das 20h e os convites começam a ser distribuídos na quinta

Sob a bandeira do Outubro Rosa, campanha de conscientização que alerta sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, e com a regência especial do maestro Murilo Alves, além do clarinetista Eduardo Lima como solista convidado, a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) se apresenta neste domingo (21).

O espetáculo será realizado no Teatro Universitário a partir das 20h e os convites começam a ser distribuídos na quinta-feira (18) nas bilheterias. 

O concerto, penúltimo da temporada Agenda Cuiabá Tricentenária, promovida pela Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev), faz parte da Série “Gabriel Novis Neves” com foco na música erudita sinfônica, também contará com o já tradicional ensaio aberto, que será realizado no sábado (20), às 9h, no Teatro Universitário, com entrada gratuita e sem necessidade de retirada antecipada de ingressos.

Convidados e repertório

Segundo o maestro Fabricio Carvalho, Murilo Alves, convidado a reger a sinfônica, tem sua inteira confiança e desenvolve um trabalho genial à frente do Instituto de Ciranda. “Ele faz um trabalho de construção e formação de jovens músicos e isso é muito importante porque não temos escolas de música suficientes para dar conta nessa demanda. Desse modo, o Instituto Ciranda e o projeto UFMT em cordas fazem esse trabalho que, no meu entendimento, é fundamental para a manutenção dos grupos orquestrais em Mato Grosso”, aponta.

O maestro também destaca a participação do clarinetista spalla da Orquestra, Eduardo Lima, que, segundo ele vem desenvolvendo um excelente trabalho na Sinfônica. “Todo concerto tradicional, numa ordem de programa, é proposto para instrumento e orquestra. Aí entra figura do solista. O Eduardo Lima vai fazer o solo em a “Introdução, Tema e Variações para Clarinete e Orquestra” e mostrar, além de toda virtuosidade que Rossini pensou para o instrumento, sua capacidade virtuosística de mostrar até que ponto esse diálogo da clarineta com a Orquestra se efetiva. O resultado final é fantástico”, completa.

O repertório contará com a abertura da ópera “O Morcego”, de Johann Strauss, “Introdução, Tema e Variações para Clarinete e Orquestra”, de Gioachinno Rossini, “Dança Slava n. 2”, de Antonin Dvorak e “O Moldava”, de Bedrich Smetana.

“É um repertório bastante difícil e exige bastante da Orquestra. São obras de muito peso e que estão nos principais programas das grandes orquestras do mundo todo. Não tenho dúvida que será um concerto fantástico”, finaliza o maestro. 


Confira o programa completo.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News