Adriano Imperador admite planos de voltar aos gramados em 2018; leia mais

Última partida do atacante aconteceu em 2016, em breve passagem pelo note-americano Miami United; antes disso, defendeu o Atlético-PR em 2014

| 12/10/2017 07:50:02
Adriano Imperador planeja sua volta aos gramados
Reprodução
Adriano Imperador planeja sua volta aos gramados

Sem jogar uma partida oficial desde 2016, Adriano Imperador cogita a ideia de voltar aos gramados no ano de 2018. Durante uma entrevista ao apresentador Pedro Bial, o atacante de 35 anos de idade revelou ter sofrido depressão e ainda contou quais serão seus próximos passos e o real motivo de sua volta ao esporte.

LEIA TAMBÉM: Adriano "Imperador" desabafa após vídeo com delegada vazar na internet; assista

"Estou me ajeitando para fazer um projeto e começar a treinar de novo, sem clube nenhum, durante todo o mês de janeiro. Desde que parei, consegui manter meu corpo. Estou disposto a isso, sei que tenho de ter muita persistência", disse Adriano . "Quero fazer por mim, quero mostrar que posso chegar até meu limite e, daí sim, dizer se dá ou não para continuar jogando", completou o Impera.

Para ele, sua missão como jogador ainda não foi completada e por isso, voltar a atuar está dentre seus planos futuros. "Não consegui completar a minha carreira por inteiro. Aconteceram algumas coisas que me afastaram do futebol. Posso dizer assim, ficou na metade", completou.

LEIA TAMBÉM: A fila anda! Longe dos gramados, Adriano Imperador tem vida amorosa bem agitada

Depressão

Desde o ano de 1992, o pai de Adriano, Almir Leite Ribeiro, tinha uma bala alojada na cabeça, tendo sido vítima de uma bala perdida na zona norte do Rio de Janeiro. O projétil não pode ser retirado e desde então, lhe causou fortes dores. Imperador se lembra ainda do acontecimento. “Meu pai tomou um tiro na cabeça quando eu tinha 10 anos de idade. Graças a Deus ele não faleceu. Você ver seu pai deitado no chão, querendo ou não é muito forte para uma criança.”

LEIA TAMBÉM: Adriano Imperador aparece ao lado de traficante da Rocinha em foto e desabafa

No ano de 2004, Sr. Almir faleceu por infarto. Com a morte do patriarca, o jogador, que na época atuava pela Inter de Milão, foi diagnosticado com depressão. "Logo que meu pai morreu, eu tive aquele problema todo (...) Fiquei uns três meses muito mal. Tive auxílio, psicólogo, uma equipe para mim, mas era muito mais forte que eu. Logo depois eu preferi voltar ao Brasil e vim ao São Paulo em 2006", lembrou Adriano.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News