Juca Kfouri demitido da ESPN: relembre polêmicas do jornalista na emissora

iG Esporte | 14/08/2019 19:20:23

Desligado do canal de TV, o jornalista esportivo foi protagonista de algumas polêmicas por meio de seus comentários no programa "Linha de Passe"

Após 14 anos na ESPN Brasil, o jornalista Juca Kfouri não teve seu contrato renovado com a emissora e foi desligado da empresa nesta quarta-feira (14). Junto com Kfouri, outros profissionais de peso foram demitidos do veículo, como o vice-presidente de jornalismo João Palomino e os comentaristas Rafael Oliveira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi. Ao longo de sua trajetória na ESPN, Juca protagonizou alguns casos polêmicos. Relembre abaixo alguns:

Sempre forte em seus posicionamentos políticos, Juca Kfouri fez uma crítica a Jair Bolsonaro em 2016, durante o programa “Linha de Passe”. Na ocasião, o jornalista comentou sobre a atitude de dois torcedores do Fluminense, que intimidaram torcedores do Internacional em um trem. “Provavelmente são desses que saem por aí gritando o nome de Bolsonaro”, disse Juca.

Por conta da declaração, Kfouri e a ESPN foram condenados a pagar uma indenização por dano moral a Bolsonaro, no valor de R$ 30 mil.

Recentemente, em maio deste ano, Juca Kfouri fez com que as redes sociais fervilhassem ao afirmar que Botafogo e Vasco "merecem cair". O motivo? A venda de mando de campo no atual Campeonato Brasileiro.

“Eu vou voltar a dizer: vender mando de campo, como o Vasco fez, como o Botafogo fez… O Vasco, contra o Corinthians, para Manaus, o Botafogo, contra o Palmeiras, para Brasília, o CSA, contra o Flamengo, para Brasília, merecem cair. Não terei consideração se caírem os três. Aplaudirei. O CSA ainda entendo, pois sabe que está de passagem e sem a menor chance de continuar na Série A”, afirmou Juca Kfouri no programa “Linha de Passse”.

Em 2017, ao comentar sobre uma declaração dada por Felipe Melo, o jornalista não aliviou e fez duras críticas ao jogador do Palmeiras. Na época, o volante do Verdão havia debochado do Santos, após vitória palmeirense em clássico válido pelo Campeonato Paulista daquele ano. Felipe afirmou que a Vila Belmiro, estádio santista, não intimidava, que não era um “caldeiraõ”, respondendo a provocações de torcedores do Peixe.

No “Linha de Passe”, Juca Kfouri soltou o verbo contra Felipe Melo:  "Eu faço analogia (do Felipe Melo) com o Marcelinho (ídolo do Corinthians), que vale igual nota de 3 reais e que têm em comum com o Felipe a coisa de Jesus. Que faz tudo para Jesus. Deixa Jesus fora disso. Não me convence (as declarações polêmicas de Felipe à imprensa). Aquilo é pensado"

"Ele (Felipe Melo) é desregrado dentro de campo e falso fora", concluiu Juca Kfouri.