Júnior Rocha acredita na evolução do LEC e lembra anos anteriores

| 23/07/2017 11:15:02

O técnico do time mato-grossense citou 2015 e 2016 que a equipe terminou o primeiro turno nas últimas posições da Série B do Brasileiro

 O Luverdense não consegue engrenar na Série B do Campeonato Brasileiro. O time empatou em 1 a 1 em casa contra o Paraná, na última rodada, e segue na zona de rebaixamento. Das 16 rodadas disputadas, o Verdão do Norte esteve no Z-4 em 13 delas. Porém, o técnico Júnior Rocha ainda acredita na evolução da equipe.

Restando apenas três jogos para o fim do primeiro turno, o Luverdense está na 17ª colocação. Porém, a distância para deixar o Z-4 é de quatro pontos. Júnior Rocha citou exemplos de anos anteriores, em que ele estava no comando do clube, para ainda manter viva as esperanças de recuperação.

“Em 2015 nós terminamos o primeiro turno na zona de rebaixamento, em 2016 nós terminamos uma posição acima da zona de rebaixamento. Os jogadores evoluíram e nosso segundo turno sempre foi bom. Nós estamos com essa esperança, que nós conseguiremos continuar fazendo o mesmo trabalho para reverter essa situação”, lembrou o técnico.

O Luverdense tem sofrido muito com erros individuais. No jogo contra o Paraná, Léo Cereja recuou uma bola para trás e deixou o atacante adversário sozinho, o zagueiro Neguete precisou cometer a falta e foi expulso.

“Até o atleta entender a competição que está demora um pouco. Para saberem que precisam entrar na jogada um pouco mais concentrado em lances cruciais, com um pouco mais de tesão e de entrega. Nós não temos como contratar os melhores jogadores da Série B, então nós temos que aperfeiçoar o pessoal que está a aqui”.

O mesmo Léo Cereja deu a assistência para o gol do Pablo no mesmo jogo. Ele já tem três assistências na Série B e ainda um gol marcado. Júnior pediu para os torcedores terem calma.

“Temos que ter um pouco mais de paciência, porque os atletas que aqui estão nós apostamos e confiamos demais”, finalizou.