Surfista brasileiro sofre racismo por ter filha branca: "Não estou raptando ela"

iG Esporte | 20/08/2019 08:20:11

Wesley Santos é negro e estava com sua filha, que é branca, quando foi abordado por uma mulher na praia. Ela chagou a chamar a polícia

O surfista brasileiro Wesley Santos relatou em sua conta oficial do Instagram um episódio de racismo que sofreu na Califórnia, nos Estados Unidos, mais precisamente em Huntington Beach.

Wesley Santos, que é negro e mora nos EUA, disse que estava na praia com sua filha, quando foi abordado por uma senhora norte americana. O surfista contou que a mulher começou a fazer muitas perguntas.

Respondendo por alguns desses questionamentos, Wesley indicou para a senhora que falasse com sua esposa, a lutadora de MMA Mackenzie Dern, que é norte-americana e estava junto.

Ao conversar com Mackenzie, a mulher relatou que se sentiu preocupada em ver o surfista com a bebê e que havia, inclusive, chamado a polícia. 

Para Wesley, ele foi vítima de racismo por parte da mulher. "É uma falta de respeito. Eu, como pai, estava com minha filha. Não posso mais andar com minha filha só porque sou negro e ela branca? As pessoas têm que mudar esse modo de pensar, porque existem muitas pessoas que passam a mesma coisa que passei", disse o brasileiro.

"Não me senti bem em ser tratado desse jeito. Não é só porque minha filha é branca que eu não sou o pai dela. E só porque ela é branca eu não estou raptando ela ou roubando ela. Quero respeito. Racismo é crime", completou Wesley.

Mackezie Dern também falou sobre o episódio e desabafou. "Só porque tem um homem negro com uma nenê branca, acha que roubou a criança ou que não é dele. É um absurdo hoje em dia passar por coisa assim, é racismo isso", disse.

O surfista brasileiro Wesley Santos foi campeão sul-americano de surfe no ano passado e se mudou para a Califórnia, visando melhorar sua performance.