TJD-MT marca audiência para julgar recurso que rebaixou o Operário VG

| 26/07/2017 19:15:02

O Chicote da Fronteira perdeu seis pontos pela escalação irregular do volante Lê na estreia do Mato-grossense deste ano. Time aposta no pleno para não cair

 A nova diretoria do Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) marcou para a próxima quarta-feira, 02 de agosto, o recurso imposto pelo Operário Várzea-grandense contra a decisão do dia 25 de abril deste ano, que decidiu pela perda de seis pontos e o consequente rebaixamento do Chicote da Fronteira.

O time de Várzea Grande foi punido por ter relacionado o volante Lê de forma irregular na partida de estreia do Campeonato Mato-grossense deste ano. O atleta havia sido expulso na final do estadual de 2016, quando ainda jogava pelo Sinop e nunca cumpriu a suspensão automática.

Os auditores do TJD-MT presentes no julgamento de abril, decidiram de forma unânime pela perda de seis pontos e a uma multa de R$ 500. Com a perda dessa pontuação, o Operário VG foi ultrapassado pelo Cacerense, que havia sido rebaixado para a segunda divisão. Com isso, o time de Cáceres se salvou e o Tricolor caiu.

Na próxima quarta-feira, às 19h, o pleno do TJD-MT vai julgar o caso para decidir se mantém o rebaixamento do Operário ou se acata o recurso do time 13 vezes campeão mato-grossense.