ROUBO NAS VIAS

Caminhoneiro de Cuiabá é mantido refém por 9 horas no MS

Em seu depoimento, o caminhoneiro relata que pelo menos seis pessoas participaram do crime

Redação 24 Horas News | 12/08/2017 16:14:48

A Polícia do Mato Grosso do Sul libertou nesta madrugada, após um caminhoneiro de 36 anos, de Cuiabá , ser mantido refém por um bando de marginais por cerca de nove horas, no bairro Ramez Tebet, zona sul de Campo Grande (MS).

Três integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de cargas, além de uma adolescente de 15 anos, foram detidos em flagrante pela Polícia Militar entre a última sexta-feira (11) e este sábado (12). Os detidos não tiveram o nome divulgado por enquanto pela Polícia Civil, que ainda finalizava o registro da ocorrência durante esta manhã na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

Pelo menos outros três integrantes do bando conseguiram fugiram e eram procurados pela PM.



Segundo a própria vítima, o crime começou por volta das 14h de sexta-feira. Após passar o dia anterior negociando um frete para a capital de Mato Grosso, aproveitando que faria o transporte de uma carga de salgadinhos, ele foi rendido por bandidos armados ao chegar no endereço marcado e levado até a casa usada como base pelos acusados.

Até as 19h, a vítima foi mantida com mãos e pés amarrados. Em seu depoimento, o caminhoneiro relata que pelo menos seis pessoas participaram do crime e que ele escutava o bando negociando pelo telefone as vendas da carga de salgadinho, oferecida por R$ 18 mil ao receptador, e o próprio caminhão, que pediam a quantia de R$ 10 mil pelo resgate à vítima e à seguradora.

“Eles falavam o tempo inteiro no telefone, sempre tentando vender o que conseguiram roubar”, disse o caminhoneiro, ainda bastante abalado com o ocorrido.

Segundo ele, apesar do clima hostil e das eventuais ameaças, o bando o tratou bem, oferecendo água constantemente e chegando até a pedir uma pizza para alimentá-lo. “Não aceitei”, disse a vítima.



Isso não evitou provocações e tentativas de intimidação. Um dos suspeitos preso, por exemplo, baforava fumaça de maconha na cara da vítima todas as vezes que consumiu a droga durante o cárcere.

Por volta das 23h, os bandidos resolveram liberar o caminhoneiro (foto abaixo). O levaram em um Chevette velho até um campo de futebol às margens da BR-262, na saída para Sidrolândia(MS), com as pernas presas por durex e o soltaram sem documentos e celular.

Mesmo assustado em situação precária, a vítima decidiu voltar por conta própria ao bairro, onde pediu socorro em uma casa, cuja moradora acionou a PM.



As prisões ocorreram durante a madrugada. Equipes da corporação começaram a fazer rondas pela região com o objetivo de localizar o cativeiro onde o motorista foi mantido em cárcere e não demoraram a cumprir o objetivo.

A princípio houve resistência de todos os suspeitos que se encontravam no imóvel e correram para tentar fugir ao verem as viaturas. Mas somente uma parte do bando conseguiu cumprir o objetivo.

Na casa, a polícia localizou um revólver calibre ponto 38 com munição adequada e celulares de integrantes da quadrilha, que serão vistoriados para que se localizasse mais pistas sobre o paradeiro dos foragidos.

O caminhão, a carga de salgadinhos e outros bens do caminhoneiro que foram levados ainda não foram localizados.

(Com informações do CampoGrandeNews)


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News