SEM TRAÍÇÃO

Fabio Garcia defende padrinho político e assegura não haver traição a Taques

Redação 24 Horas News | 13/02/2018 11:18:31

Garcia explicou que o ex-prefeito Mauro Mendes deixou claro que o compromisso feito com o governador Pedro Taques foi para este primeiro mandato, de 2015 a 2018 e que caso o governador resolva disputar a reeleição será necessário uma nova rodada de conversações para a formalização de um novo pacto de aliança. Ele defendeu que o grupo sente novamente e avalie o desempenho do tucano

“Não existe traição. Estamos juntos e vamos continuar caminhando juntos”. Com esta frase, o deputado federal Fábio Garcia (DEM) negou que o ex-prefeito e seu padrinho político Mauro Mendes tenha declarado guerra ao governador Pedro Taques (PSDB) e indicado que os dissidentes do PSB será oposição a seu governo. Segundo Garcia tudo esta normal na aliança, que deverá ser renovada.

Garcia explicou que o ex-prefeito Mauro Mendes deixou claro que o compromisso feito com o governador Pedro Taques foi para este primeiro mandato, de 2015 a 2018 e que caso o governador resolva disputar a reeleição será necessário uma nova rodada de conversações para a formalização de um novo pacto de aliança. Ele defendeu que o grupo sente novamente e avalie o desempenho do tucano.

“Não entendo que exista alguma traição. Meu entendimento é que apoiamos Taques de 2015 a 2018 e temos a obrigação, como homens públicos, de sentarmos e discutirmos para a próxima eleição qual o melhor caminho para Mato Grosso. Ninguém tem compromisso de dar continuidade a um governo por obrigação. E se você não tem obrigação, não existe traição”, afirmou.

Para o parlamentar, as avaliações negativas de Mauro em relação à gestão tucana não significam que o ex-prefeito entenda, desde agora, que o melhor caminho é romper a aliança com Taques, que vem desde as eleições de 2010.

“Acho que qualquer cidadão tem liberdade de fazer crítica, observação, a qualquer governo. E isso não significa nada. Pior é as pessoas ficarem alheias ao processo, não ajudarem ou não se posicionarem. Não vejo nada demais no posicionamento do Mauro”, afirmou.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News