ATENÇÃO

Garagens de veículos viram alvo de quadrilha de ladrões

gcn | 19/07/2017 14:04:08

A Polícia Civil acredita que há relação entre os casos e que os crimes tenham sido praticados pela mesma quadrilha.

Foto: Reprodução

Dezenas de veículos reunidos no mesmo espaço, alguns com as chaves na ignição, ausência de câmeras de vigilância, segurança vulnerável. As garagens de compra e venda de carros de Franca se tornaram alvo frequente de ladrões. Em dois meses, três furtos com as mesmas características foram registrados, sendo os dois últimos em apenas uma semana. A Polícia Civil acredita que há relação entre os casos e que os crimes tenham sido praticados pela mesma quadrilha.

O ataque mais recente aconteceu na madrugada de ontem. Criminosos invadiram uma garagem na avenida Hélio Palermo, Vila Duque de Caxias, após arrombarem a cerca lateral e o portão. Furtaram quatro veículos: uma Kombi, uma S10, uma Doblo e um CrossFox. A Doblo e a S10 estavam com as chaves no contato. A loja não é monitorada por câmeras, conta apenas com alarme. “Foi uma ação muito rápida. O serviço de monitoramento chegou na loja em oito minutos, mas os ladrões já tinham levado os veículos”, disse Donizete Souza, sócio da empresa.

Os proprietários fizeram uma força-tarefa, com apelo pelas redes sociais, e busca nas ruas com apoio de amigos e policiais. Assim, conseguiram encontrar três veículos no período da manhã. O CrossFox que restava foi localizado à tarde. “Os lojistas estão se unindo. Quando acontece isso, todos saem juntos para procurar, pois não é a primeira vez que acontece.”

Na semana passada, criminosos também invadiram outro estacionamento na mesma região e levaram três veículos, que foram localizados posteriormente. Antes, há cerca de dois meses, duas caminhonetes também haviam sido levadas de uma garagem.

A Polícia Civil trabalha para tentar identificar e prender os autores dos furtos. Os investigadores acreditam que há relação entre os crimes. “Todas as evidências apontam que trata-se de uma mesma quadrilha que vem praticando esses furtos. Nossa equipe já está com investigação em andamento, temos alguns suspeitos em vista, mas ainda não conseguimos chegar aos autores. Continuamos em busca de mais pistas”, disse o delegado Márcio Murari.

Os investigadores contam com imagens de câmeras de segurança e com denúncias para tentar elucidar a autoria dos crimes. “Estamos analisando algumas gravações, mas enfrentamos dificuldades em obter imagens em outros locais nas proximidades. Contamos com a ajuda da sociedade para as investigações avançarem. A população pode nos passar informações anônimas pelo telefone 197”, concluiu o delegado.