SEM TREMEDEIRA

Governador libera escolta especial para a juíza aposentada Selma Arruda

Redação 24 Horas News | 13/06/2018 11:02:55

A decisão de Taques acata solicitação da juíza aposentada feita ao Estado e deve ser mantida até o julgamento de recurso interposto por ela junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A juíza aposentada e pré-candidata ao Senado Federal, Selma Arruda ganhou o direito de voltar a ter escolta armada em sua saídas pela Capital e, principalmente no interior do Estado onde vem fazendo campanha. A escolta foi determinada pelo governador Pedro Taques (PSDB) depois que o Tribunal de Justiça do Estado voltou a suspender a escolta para a magistrada.

A decisão de Taques acata solicitação da juíza aposentada feita ao Estado e deve ser mantida até o julgamento de recurso interposto por ela junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Na sua decisão, Taques diz não concordar com a determinação do Poder Judiciário e lembra que a juíza aposentada dedicou sua vida à luta contra a criminalidade. “Não vejo razoável uma servidora pública que dedicou sua vida para lutar contra a criminalidade não receba suporte do estado para garantir a sua segurança pessoal, ameaçada, justamente, em razão de suas atividades funcionais”, diz o trecho da decisão.

Na mês passado, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) indeferiu o pedido de escolta da juíza aposentada, mesmo com ela afirmando que é ameaçada de morte com freqüência pelo trabalho que prestou combatendo o crime organizado em 22 anos de magistratura.

Segundo consta o pedido, em razão de sua atuação, ela passou a ser ameaçada de morte, o que levou a solicitar ao TJ que fossem adotadas medidas visando garantir a sua segurança pessoal e a dos seus familiares, o que foi atendido desde setembro de 2015.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News