QUER SER DEPUTADO

Kleber Lima deixará Cultura no final do mês e deve disputar vaga na AL

Redação 24 Horas News | 13/03/2018 14:14:11

Ao confirmar que deixar a pasta da Cultura em 29 de março, como determinou o governador Pedro Taques a todos os secretários que desejam disputar cargo eletivo, Kleber Lima assegurou que fez a troca de partido no momento certo.

 

Ex-secretário de Comunicação da Prefeitura de Cuiabá e depois do Governo do Estado, Kleber Lima, atualmente secretário de Cultura do governo Pedro Taques (PSDB) trocou o PCdoB, onde estava desde 1985 pelo Solidariedade. Nesta terça-feira, em evento realizado no Hotel Fazenda Mato Grosso, disse estar feliz com a mudança, confirmou que vai deixar o staff do governo ainda no final deste mês de março, mas não revelou se vai ser candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa. “Chego para ser militante”, diz.

Ao confirmar que deixar a pasta da Cultura em 29 de março, como determinou o governador Pedro Taques a todos os secretários que desejam disputar cargo eletivo, Kleber Lima assegurou que fez a troca de partido no momento certo.

"A única decisão que eu já tomei é de trocar o PCdoB pelo Solidariedade. Desde 1985, foi o único partido que tive. Sobre a candidatura, é um desejo do partido, eles me convidaram, mas é uma decisão que eu ainda vou tomar, no tempo certo, até agosto. Até lá eu entro como militante. Devo me desincompatibilizar da secretaria ate o dia 29 de março, que é o prazo que o governador deu", afirmou.

Kleber justificou a mudança de sigla por acreditar na forma como o presidente regional do Solidariedade, prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio, tem conduzido o partido.

"Troco de partido por acreditar na liderança do prefeito Zé Carlos do Pátio. Acho que ele tem um perfil de liderança que representa o que eu imagino, preocupado com o coletivo, sem abrir mão dos princípios que eu abracei quando me filiei no PCdoB há 33 anos", concluiu Kleber Lima.

 


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News