Na Câmara, deputado cobra atenção de Weintraub e o chama de "moleque"

Gabriela Vinhal | 15/05/2019 23:35:17

Ministro da Educação ironizou parlamentar do Avante-MG: “Para as pessoas malcriadas, não respondo. Mas vou oferecer a outra face”

Reprodução

Com mais de cinco horas de audiência pública na Câmara dos Deputados, onde foi convocado para explicar os cortes nas verdas das universidades e institutos federais de ensino, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, protagonizou um bate-boca com André Janones (Avante-MG). O deputado, que foi discursar na tribuna, pediu que Weintraub olhasse para ele enquanto falava e teve o microfone silenciado.

Sem que o ministro lhe desse atenção, Janones continuou a cobrar uma postura diferente de Weintraub. “Eu vou me recusar a falar, porque o ministro não olha pra mim. O senhor é um moleque, o senhor não está ouvindo o que eu estou falando, não sabe o que é conviver em uma democracia”, atacou.

“Desce do pedestal, porque ninguém aqui é superior a ninguém. Tenha um pouco mais de humildade, porque o senhor está aqui para ouvir não só os que vêm aqui puxar seu saco”, disse Janones. E acrescentou: “Vossa Excelência não é mais do que ninguém nessa Casa. Eu não sou moleque, não. Olha pra mim”.

Deputado do PSol, Glauber Braga (PSol-RJ) interveio e chamou de “censura” o que o presidente da sessão fez ao desligar o microfone de Janones.

“Fala logo, palhaço” Por outro lado, no plenário, o deputado Carlos Jordy (PSL-RJ) chamou Janones de “fanfarrão” e “moleque”, enquanto o filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), gritava: “Fala logo, palhaço”.

Quando chegou sua vez de responder aos questionamentos dos parlamentares, Weintraub comentou alguns pontos de outros deputados e, no fim, afirmou: “Para as pessoas malcriadas, não respondo. Mas vou oferecer a outra face”.

 

Jornalista: Gabriela Vinhal