EM CÁCERES

Ordem de serviço para as obras da ZPE sairá em maio

Jornalista Jonas Jozino | 27/04/2017 10:15:54

Deputado Dr. Leonardo (PSD) destacou que Mato Grosso vive um momento histórico com a liberação das obras

No próximo mês, o governo do Estado dará a ordem de serviço para a execução da primeira etapa das obras da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), em Cáceres. Vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado Dr. Leonardo (PSD), destacou que Mato Grosso vive um momento histórico.

“Foi um trâmite que durou muitos anos e já tinha caído no descrédito da população. Mas, voltamos a ter esperança, pois a Justiça já determinou a empresa vencedora. Portanto, a partir de agora não haverá retrocessos, só vamos caminhar para frente e viver esse momento tão importante. Vamos aguardar o governador Pedro Taques agendar a ordem de serviço para começar essa nova fase”, destacou Dr. Leonardo, durante entrevista em uma rádio local.

Esta primeira etapa consiste na construção do módulo de infraestrutura básica, que inclui o prédio administrativo da ZPE, guarita, restaurante, espaço aduaneiro da Receita Federal, galpão de armazenagem e pátio.

O parlamentar ressaltou o salto no desenvolvimento que a Zona de Processamento vai trazer para Mato Grosso, tendo em vista a movimentação de emprego e renda que vai gerar. Segundo Dr. Leonardo, existe uma lista com 16 empresas, ao qual já existe o contato com parte delas, para se instalarem na ZPE. “Começamos os diálogos no ano passado. Algumas eu fui pessoalmente, outras, tivemos contato por telefone e já deixamos agendada uma visita. Mas, estamos aguardando iniciar a obra, ver a estrutura física sendo erguida e aí retomaremos todas as reuniões com força total”, informou.

Desenvolvimento - Preocupado com o aumento no crescimento populacional, Dr. Leonardo instalou na Assembleia Legislativa uma Câmara Setorial Temática (CST) para discutir o desenvolvimento da região. “Temos que pensar a infraestrutura de Cáceres e região, em como receber todos aqueles que irão se instalar em nossa cidade. Para isso, estamos terminando um diagnóstico, através desta Câmara, e entregaremos ao governo do Estado e prefeitura este estudo, no intuito de auxiliar e propôs medidas quanto a essa questão”, explicou.